Pablo Vilela

Para Gostar de Ler

In Dia a Dia do Revisor on 12 de fevereiro de 2007 at 7:14 pm

Numa profissão em que passamos todo o tempo lendo, é fundamental gostar de ler. Quando lembramos de nosso passado, a impressão é que já nascemos com um livro nas mãos.

No entanto, chega um momento da vida profissional em que, de tanto ler, lemos sem pensar que estamos lendo. Houve instantes em que, perguntando-me o que li nas últimas semanas, não cheguei a uma resposta.

Às vezes me obrigo a parar e ler um bom livro. Ler como lia antes de ser profissional, quando os livros faziam parte de minha vida como as tardes inteiras assistindo tevê.

Mas algo nunca será como antes: confesso que é difícil ler sem revisar.

Anúncios
  1. Oi, Pablo.
    Achei seu blogue na comunidade do orkut “Revisores” e já adicionei aos meus favoritos. Sou revisora há uns 5 anos, mas dei uma parada para estudar jornalismo e tentar um salário mais digno. Belela, estou ganhando esmolas como jornalista e me sentindo muito menos inteligente do que na época em que eu era uma simples e mortal produtora editorial que encontrou na revisão de textos seu meio de sobrevivência. Conclusão: já que não dá pra voltar ao útero da minha mãe, queria, pelo menos, voltar às revisões. Bem, só um desabafo…
    quanto ao fato de não conseguir ler sem revisar, é enlouquecedor. Pior ainda é não conseguir mais apreciar a leitura depois de dar de cara com um erro brabo.
    Muito prazer,
    Patricia

  2. Falou tudo, Pablo.
    E eu, como sou um revisor por acidente, acho que vou parar rapidinho com as revisões, viu? Porque já estou começando a me encher de mim mesmo. Nem uma pixação de muro eu perdôo mais. Que isso!

  3. Ah! Que meleca! Fiz meu blog aqui com esse nome e agora terei que ficar me identificando.
    Sou o Àlles. hahaha!

  4. Então, eu acho que isso acontece com todos aqueles que revisam, traduzem ou lidam, de alguma forma, com o texto como seu ofício.
    Verdade seja dita, quando começamos a lidar com o texto como parte ou instrumento de nosso trabalho, nós nunca mais olhamos para o ele tããããão imparcialmente assim.
    Contudo, creio que devamos, pelos menos, tentar olhar para a beleza/essência que o texto tem ou traz, e não somente para os erros que ele contém ou que estão nele contidos. Este é um dos desafios para nós que somos leitores, antes de sermos só profissionais da linguagem. ^.^

  5. Quando fiz curso de roteirista passei por isso. No cinema detalhes técnicos e as possibilidades de como aquela cena foi escrita antes de ser filmada me chamavam mais a atenção do que a própria historia… Um inferno!
    Mas acho que, de certa forma, todo mundo passa por isso, em maior ou menor grau dependendo da “neura” de cada um.
    Tinha um colega que trabalhava numa loja de sapatos, toda vez que encontrava a turma no curso começava a dizer que o sapato da outra não combinava com a bolsa, que o sapato de couro do fulano era falso, que o sapato de cicrana tinha um modelo ultrapassado.
    Ah, e já tentou discutir a relação com um psicólogo ou psiquiatra? Eles não dialogam, analisam e tudo que você disser poderá e será usado em defesa deles.
    E no caso dos revisores então?
    Já pensou ter um como namorado(a)? Deve ser uma preocupação imensa escrever bilhetinho de amor.
    Você escreve “Estou doidinha de vontade de te ver… Te amo muito” e no lugar de ficar se perguntando se o outro sente o mesmo, fica preocupada em saber se não deveria ter escrito “Estou ansiosa para encontra-lo…Amo-te”.
    Sei… Aposto que vocês andaram corrigindo o que escrevi aqui também…

  6. Ou às vezes você fica tão cheio que não consegue ler mais. Foi o que aconteceu comigo. Não conseguia ler nada, simplesmente. Agora, estou retomando.

  7. Também linkei o seu blog, Pablo. 🙂

  8. Eu sou do time do “o texto tava bacana até aquele erro imperdoável”… e olha que eu erro muito, e nem sou revisora de verdade!

  9. bom pablo, tu sabe quem sou eu né? 😉 , curto ler sim, de preferência livros de suspense, mistérios, paradas tipo medievais, como senhor dos anéis, harry potter…. o codigo da vinci tbm eh manero

  10. A leitura é algo enriquecedor.
    Mas é necessário tempo…
    E atualmente tenho lido livros didáticos sobre história e outros tb.
    Mas é muito bom!
    abs

  11. Consigo me desprender lendo Saramago.

  12. Ler o tempo todo por trabalho coisas que não seriam escolhidas por gosto, é bem pesado. Eu não sou revisora, mas fui professora de português por dez anos e sou não sou tão dura com os erros encontrados nos livros, como citou alguém aí nos comentários. Não perco o interesse na obra por isso, afinal o escritor não precisa ser um expert em gramática e os revisores também podem cometer erros, como em qualquer profissão.

    bjs

  13. Nisto tudo só me identifico quando vejo uma bunda, sou de ré visor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: