Pablo Vilela

Índios

In Preciosidades on 15 de março de 2007 at 8:08 pm

Trilha imaginária: Legião Urbana

Apurinã

Se nossos clientes soubessem o que os índios já sabem há mais de 500 anos, tudo seria mais fácil.

Os apurinãs acreditam que quando você corrige o erro de alguém está ajudando a pessoa a suportar a própria angústia.

Sandra Baldessin

Anúncios
  1. Sabedoria indígena, meu caro! Um bom pensamento, com certeza.

  2. Bom ver que, mesmo tendo passado tanto tempo afastada dos blogs, o seu Cadê o Revisor continua ótimo. Um beijo!

  3. Pois é, Pablo, é uma concepção, se é que se pode dizer isso, intrigante. Mas, acredite, tenho refletido muito sobre esse tema. O termo “correção” ganhou uma conotação muito negativa na sociedade contemporânea: é “cult” ser incorrigível – no sentido de pertinaz, persistente no erro. A palavra corrigir perdeu o sentido de “emendar”, para assumir a feição de censurar, castigar.
    As palavras dizem quem somos, portanto os apurinãs parecem ser um povo solidário, afinal, bem poucos dos homens pós-modernos estão dispostos a suportar a angústia dos seus semelhantes. Obrigada por publicar.

  4. Não vale o mesmo ditado para os revisores, índios eram ágrafos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: