Pablo Vilela

Pleonasmo

In Dia a Dia do Revisor on 9 de abril de 2007 at 11:27 pm

Tentei me planejar antecipadamente para o tópico de hoje, pois não queria amanhecer o dia aqui nem adiar a postagem para amanhã, mas meu cérebro estava completamente vazio.

Pensei em inaugurar uma nova categoria ou fazer um panorama geral da língua. Outra alternativa seria apresentar, com absoluta correção, alguns detalhes mais minuciosos, o que, apesar de nos dar um destaque excepcional, excederia em muito nossas expectativas.

Compartilhei com alguns amigos – não sei o número exato, mas foi uma multidão de pessoas – e todos foram unânimes em me interromper de uma vez para dizer que eu deveria manter as mesmas propriedades características do blogue. Poderia falar de um assunto de minha livre escolha, mas estava terminantemente proibido de mudá-lo.

Tive de voltar atrás e colocar tudo em seu respectivo lugar, já que as coisas têm dado comprovadamente certo.

Quando já não havia mais esperanças – a vontade era de gritar bem alto –, veio-me um sorriso nos lábios, juntamente com uma alegria exultante. A partir de agora falaria, com certeza absoluta, sobre um fato verídico da língua portuguesa, o pleonasmo.

Segundo dizem (e eu não concordo), há no texto mais de 30 pleonasmos viciosos. Alguém os encontra e explica?

Anúncios
  1. Eu estava desconfiado que esse texto era pegadinha de revisor… Não vou listar os 30, mas simbolicamente indico o “planejar antecipadamente” e os outros 29 poderão se sentir contemplados! 🙂

  2. Acho mesmo um barato quando os textos são auto-explicativos… *rs

    Se me permite uma questão direto do banco da escola: qual é mesmo a diferença entre redundância e pleonasmo?

    beijoca agradecida.

  3. É “fato verídico” que o texto é ótimo, como dizem por aqui no Maranhão-“o melhor português do Brasil”- tá massa!
    Posso usar?

  4. Por mais que você tenha gritado bem alto, não consegui ouvir 30 pleonasmos aí.

  5. É “fato verídico” de que trinta não há. Mas, antes de eu “amanhecer o dia” a procurá-los, e antes mesmo que o Pablo “volte atrás” e “inaugure uma nova categoria” que “grite bem alto” à “multidão de pessoas” confirmando “com detalhes minuciosos” de que, “com certeza absoluta”, trinta há, vou “planejar antecipadamente!” um “panorama geral” e, com ‘sorriso nos lábios” e “alegria exultante”, dizer que treze “propriedades características” de pleonasmo pude encontrar… hehe
    Gostei da brincadeira…
    Bjim

  6. Eu encontrei 25, mas ainda vou achar as 31, ah, vou.

  7. Planejar antecipadamente (dá pra planejar de outro jeito?),amanhecer o dia (ah, amanhece a noite!),inaugurar uma nova categoria (eu acho melhor inaugurar as velhas), panorama geral (tem como fazer um não-geral?), detalhes mais minuciosos (ah, esse ‘minuciosos’ eu acho que é detalhe!),destaque excepcional(poxa! deve ser escepcional mesmo!),excederia em muito (excedeu em excedência.), compartilhei com alguns(…)multidão de pessoas(como é?),propriedades características (eu acho melhor se essas propriedades não forem características), minha livre escolha (escolha só não é livre quando tem pai do lado!),voltar atrás (volta atrás e sobe lá em cima, vira à esquerda e corrija tudo),colocar tudo em seu respectivo lugar (lugares não respectivos são mais úteis), gritar bem alto (grite baixinho!), sorriso nos lábios (sorriso nas asas amigo, nas asas!), alegria exultante (ah, essas alegrias exultantes…), certeza absoluta (certezas não absolutas são mais certas.).

    Eu vi isso.
    Agora deixa eu descer lá embaixo, que se eu demorar tem que subir aqui em cima correndo!

    Um pio!

  8. Peraí gente.

    Você pode gritar alto, bem alto, mais alto, super alto, megahipersuperextra alto. Há vários níveis de grito, não há?

    ‘braços

    Celso Bessa, frustrado por não colocar aquele monte de links aqui ou será barrado.

  9. […] 11th, 2007 · No Comments Conversando com o Pablo Vilela sobre a postagem Pleonasmo, publicada lá no Cadê o […]

  10. Talvez seja “cérebro completamente vazio”, rs, rs, rs.

  11. Adorei!!!! Mas só encontrei 15 pleonasmos…alguém encontrou os 30? Beijos

  12. Tem também “miopia nas vistas”, “ficar maluco da cabeça”, “torcer o tornozelo do pé”, “beber uma bebida”, “fragmentar em pedaços”, “amontoar em um monte”, e por aí vai.

  13. Consegui encontrar 29 pleonasmos, pois li o texto
    e nas “informações que informam” abaixo estava escrita 29º

  14. Puxa, descobri esse luxo de blogue! Com licença, parabéns e obrigada, Pablo, tudo de uma vez! E, ah!, acho que encontrei mais de 30 pleonasmos, sim! Vou listar só os que ainda não foram citados, que eu não quero mais pleonamos…Não sei se todas estão bem interpretadas…correções são bem-vindas…beijos!
    1- nem adiar a postagem para amanhã (Se o planejamento era para o tópico de hoje…)
    2- absoluta correção (não haveria por que se fazer uma meia correção)
    3- compartilhei com amigos (com inimigos não se compartilha…)
    4- número exato (neste caso, o número tem que ser exato, não há como compartilhar com 2,33 amigos…)
    5- Todos foram unânimes (unanimidade prevê totalidade)
    6- Me interrompeu de uma vez (pode-se tentar interromper várias vezes, mas se interrompeu…)
    7- Manter as propriedades (como manter as impropriedades?)
    8- Falar de um assunto (Se vai falar, tem que ser de assunto, não?)
    9- Terminantemente proibido (no caso do texto, não tem por que a proibição ser parcial…)
    10- Colocar tudo (no caso do texto, colocar só alguma coisa no lugar não tem sentido…)
    11- As coisas têm dado comprovadamente certo (Se as coisas já estão dando certo, por que precisam ser comprovadas?)
    12- já não havia mais (é o mesmo caso de há anos atrás: se já não havia, não havia mais…)
    13- sorriso juntamente com alegria exultante (sorriso com tristeza exultante?) e alegria exultante (que já foi citado…)
    14- A partir de agora (neste texto é)
    15- Língua portuguesa (Alguém achava que era em outra língua que estávamos falando?)
    Muito bom isso! e alguns pleonasmos não são tão óbvios, né?

  15. Vocês estão todos muito bem na arte de caçar pleonasmos! Parabéns! 😀

  16. Ótimo!!
    Adoro Pleonasmos

  17. Só não vale usá-los muito, L.R. 😆

  18. Propaganda enganosa, com a promessa não cumprida de financiamento total da obra, fez com que a justiça de Minas condenasse uma construtora a devolver as parcelas pagas por um casal de compradores
    Adecisão é da 13ª Câmara Cível do Tribunal de justiça de Minas Gerais que condenou a construtora Collem Mohallem a devolver todas parcelas pagas po hevandro Cleber Zilli e Daniela Bonassa, do contrato de compra e venda de um imóvel em construção em jacutinga, interior de Minas.
    O Tribunal considerou que a empresa veiculou propaganda enganosa, ao incluir nos folhetos plubicitários a expressão “100% financiado pela Caixa Econômica Federal” quando na verdade parte do pagamento seria com recurso dos próprios compradores. A construtora alegou que a plubicidade se referia a 100% da totalidade das unidades construídas e que as condições de pagamento do imóvel foram estabelecidas no contrato.

  19. Que feio! Quando erram sem querer a gente entende. Mas errar por querer para tentar levar os outros ao erro é muito feio!

  20. Onde está o pleonasmo do texto da propaganda enganosa???
    Desculpa minha ignorância.

  21. Não vejo pleonasmo ali, Fernanda. O que a Vania quis mostrar, parece-me, foi como algumas pessoas se utilizam da língua para o mal.

  22. Paplo, estive analisando bem, mas bem mesmo o texto e encontrei o tal do pleonasmo: “…100% da totalidade das unidades construídas…”. 100% é óbvio que é a totalidade…hehehe pior que minha prof de português passou esse texto para a gente procurar o pleonasmo e entregar para ela. Ainda não entreguei, mas pesquisar eu pesquisei…hahaha

    Gr Abraço.

  23. Olha só! Estava mesmo escondido lá no meio. A Vania nos pregou uma peça. E acho que você foi a primeira a encontrar, Fernanda. Parabéns. 😀

  24. Pablo, gostei muito deste post, não o conhecia.
    Muito divertidos esses pleonasmos. E tantos de uma vez só. hehe
    Adorei! =]
    Bjs

  25. Devidamente caçados de listas de pleonasmos de livros e da internet, Rita. Boa parte deles, se bem empregada, pode ser usada como reforço, sem incorrer em erro.

  26. “Outra alternativa” …

  27. Ninguém mencionou o “completamente vazio”! Não tem como ficar um pouqinho vazio ou muito vazio!!! Ou é vazio ou não é!

  28. excelente texto !! pode usar ?

  29. “Pleonasmo vicioso”, isto sim é que é pleonasmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: