Pablo Vilela

Archive for maio \30\UTC 2007|Monthly archive page

Revisando Revisores

In Dia a Dia do Revisor on 30 de maio de 2007 at 1:00 pm

maos1.jpg

Surgiu ontem, na comunidade Revisores, uma enquete sobre nosso procedimento com relação à revisão de nosso próprio texto.

O objetivo da enquete (proposta pela Fabinca) é atestar se nós revisores, quando publicamos, submetemos o texto a revisão.

O resultado, ainda incipiente, mostra uma considerável vantagem numérica para os que não se dispõem a pagar pelo serviço. Parece óbvio. Afinal, por que alguém pagaria a outrem por um serviço que ele mesmo pode realizar?

Por dois motivos: primeiro que em geral não conhecemos nossas próprias falhas, nossos próprios vícios (do contrário não os teríamos); segundo, quando redigimos, atentamos para o conteúdo, em detrimento da forma, induzindo-nos a erros que não cometeríamos na revisão de texto alheio.

Todo texto, antes de publicado, tem de ser revisado. Autor e revisor têm pontos de vista diferentes.

Anúncios

Mau Escrito

In Cadê o Revisor? on 27 de maio de 2007 at 1:16 am

Trocando os pés pelas mãosEu havia me prometido que não falaria sobre aquele vacilo do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que disse que por causa de uma coitada de uma vírgula o decreto sobre o grito nas feiras havia saído errado. Mais uma vez, alguém quis pôr a culpa no revisor. A sorte é que não havia vírgula alguma. Vírgula era, na verdade, uma metáfora para um errinho de nada.

Pois estou aqui quebrando minha promessa porque um fato novo aconteceu. Saiu este mês, em uma revista especializada em língua portuguesa, matéria sobre o assunto. A matéria dizia que Tratava-se, então, de evidente demonstração de que um texto é mau [!!!] escrito, acima de tudo, quando atinge resultado diverso, ou oposto, ao pretendido. (sic) Pois atingiu. Atingiu em cheio nossos olhos de revisor.

Tudo bem, eu serei sempre o primeiro a defender que erros (e sobretudo desse tipo) acontecem com qualquer revisor; mas em uma revista especializada, em uma matéria sobre um erro lingüístico, em um trecho falando sobre texto mal-escrito, não pode, né? Nessa ele vacilou. Cadê o Revisor?

A Casa de Papel

In Outras Revisões on 25 de maio de 2007 at 11:31 pm

Para as horas de descontração, um achado que recomendo com veemência.

casa-de-papel.jpg

A casa de papel

Carlos María Domínguez

Uma página é um formidável desenho. Um jogo de linhas e pequenas figuras que se reiteram, de vogal em consoante, com suas próprias leis de ritmo e composição, e nunca é indiferente o corpo, a letra escolhida, a medida das margens, a solvência do papel, a numeração à direita, centrada, a infinidade de solvências que lhe dão seu préstimo. Por mais nova que seja a edição e branco o papel, à luz dos círios se tinge de uma pátina que introduz valores, matizes, com maravilhoso encanto.

Iniciação à Revisão de Textos

In Dia a Dia do Revisor on 23 de maio de 2007 at 2:32 am

Um pouquinho de publicidade não faz mal a ninguém, não é mesmo? Ainda mais se interessa diretamente ao nosso querido leitor.

A propaganda em questão é do Curso de Iniciação à Revisão de Textos, que ministrarei em Brasília (mais especificamente em Taguatinga), na Universidade Católica.

O curso, que tem por objetivo preparar novos revisores e reciclar quem já está na ativa, é além de tudo uma excelente oportunidade para entrar em contato e partilhar informações com profissionais da área.

Serão quatro encontros, em quatro sábados consecutivos. O primeiro será no dia 16/6, sempre das 14h às 17h.

Quem quiser saber mais sobre o curso pode ligar para o (61) 3356 9170 ou mandar um e-mail para cursosdeextensao@ucb.br.

Programa de Domingo

In Dia a Dia do Revisor on 21 de maio de 2007 at 1:21 am

Ontem, em uma roda de amigos que aproveitavam o ensolarado domingo para estudar os meandros da língua portuguesa no subsolo de uma biblioteca, minha confiança na revisão de textos foi mais uma vez testada.

O comentário, velho conhecido (mas nem por isso menos hostil): Não há campo para o revisor. A ninguém interessa se o texto é bom ou ruim.

Depois do arrepio e do inevitável olhar de reprovação, a resposta: Engana-se, colega. O homem é aquele que está sempre em busca do poder; a palavra, seu meio mais eficaz; o revisor, seu guia.

Manual de Revisão

In Outras Revisões on 18 de maio de 2007 at 3:06 am

Manual de Revisão

José Raimundo Costa
(prefácio do Manual de Revisão, de Faria Guilherme, 1967)

A principal qualidade de um revisor é não ter confiança em si próprio.

Realmente, o revisor que desconfia sempre de si mesmo tem chances bem maiores de acertar. Ele não pode nem deve ler um trecho como um leitor comum, haurindo da leitura apenas o sentido e o ensinamento que lhe convier, preocupado antes com o sentido da frase que com a grafia das palavras. (…) Num relance, com a prática adquirida, quase automaticamente penetra na palavra, sílaba por sílaba, letra por letra, sem perder de vista a extensão e a profundidade da própria oração.

Virando a Página

In Preciosidades on 15 de maio de 2007 at 2:03 am

Às vezes ficamos tão envoltos pelo trabalho que não nos damos conta do mundo real.

Minha pior fase foi quando, em casa, depois de um dia muito trabalhoso,
fui deitar na cama e molhei o dedo na língua antes de erguer o canto da
coberta. Sim, revisor é um estado psíquico.

Jakeline

Idiomaterno

In Outras Revisões on 13 de maio de 2007 at 11:01 pm

Nossa homenagem a todas as mães e à mãe de todos: a língua-mãe.

idiomaterno-mlp.jpg

Paulo Ferreira da Cunha

Idioma terno, este nosso. E mais terno ainda com o “açúcar” e o “cacau” brasileiros. Idioma materno, que nos embala e bebemos com o leite de Mãe.

É simplesmente comovente ver como a nossa Língua, que é mesmo nossa e é comum pátria e mátria, é acarinhada pelo país que lidera, de longe, a criação contínua do nosso falar, com os seus já quase 190 milhões de habitantes.

Analfabetos

In Dia a Dia do Revisor on 11 de maio de 2007 at 4:31 am

A revisão é sempre necessária, mas há momentos em que escolhem não fazê-la: o erro aparece, os negócios despencam e parece que tudo está perdido.

É aí que a criatividade aflora e surgem boas idéias para pelo menos salvar um restinho do investimento.

Foi assim que surgiu um buscador que encontra produtos anunciados com o nome errado, o Analfabetos.

Além da idéia primorosa, do design que é uma bela homenagem aos revisores, ainda é uma boa oportunidade de encontrar produtos encalhados nas prateleiras por conter erros no nome ou na descrição.

Clarice

In Dia a Dia do Revisor on 9 de maio de 2007 at 2:55 am

clarice-lispector.jpg

Está aberta (e já é sucesso absoluto) a exposição que rememora os 30 anos de morte de Clarice Lispector, no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Essa é só uma das merecidas homenagens à escritora, que continua viva na literatura, no teatro e em diversas formas de expressão do pensamento.

A exposição, dizem, está um espetáculo. Visitem-na e façam-me inveja.

Assalto

In Dica do Mês on 6 de maio de 2007 at 2:45 am

Hoje, em vez de uma, temos várias dicas.

A companhia de teatro, aqui de Brasília, vale cada centavo do ingresso de qualquer de suas peças.

Quanto a o rapaz ter virado assaltante, possivelmente algum cliente se esqueceu de pagar por seu serviço.

Angústia

In Outras Revisões on 4 de maio de 2007 at 4:05 am

Não é só pelas bandas de cá que se fala de revisão. Bem longe daqui, não é de hoje que estamos em alta.

A leitura angustiada ou a morte do revisor

Sophie Brissaud (Trad.: Sandra Baldessin)

O revisor se define não por seus conhecimentos, mas por seu perfil psíquico. A revisão é mais que uma profissão: é uma neurose. Essa neurose se caracteriza como uma espécie de sacrifício consentido pelo revisor; é um tributo à saúde da edição. O revisor se oferece, sempre, em sacrifício à Deusa do Idioma, portanto todos aqueles que se dedicam a esse ofício nunca serão normais.

Para o revisor, o importante não é o que ele sabe, mas o que ele está consciente de não saber ou, pelo menos, não saber totalmente, e que por isso exige permanente verificação.

O exercício da profissão do revisor pode ser descrito, perfeitamente, como uma “leitura angustiada”. O seu trabalho é, justamente, evitar que todos os outros seres humanos necessitem fazer essa leitura angustiada.

Cursos

In Dia a Dia do Revisor on 2 de maio de 2007 at 2:55 am

Enfim aparecem os efeitos do fim do carnaval. A temporada de cursos de língua portuguesa e de revisão está aberta e começa a tomar fôlego.

Este ano há mais opções e a procura parece maior: um grande alento para os estudiosos e profissionais da área.

Sucesso a todos na busca pelos melhores cursos.