Pablo Vilela

Suíça Brasileira

In Outras Revisões on 19 de outubro de 2007 at 11:32 pm

A referência é ao fantástico projeto de Luiz Amorim, que faz história em Brasília há alguns anos com seu açougue cultural.

A Parada Cultural é mais uma das grandes iniciativas do açougueiro, que já fazem parte da paisagem e do cenário cultural de Brasília.

Suíça brasileira

Cristovam Buarque

Quando eu era menino, ouvia dizer que o símbolo máximo da civilização era a Suíça, porque lá as pessoas compravam os jornais na rua, sem vendedor algum para atender, e deixavam o dinheiro do pagamento no local. Mas agora, em 2007, vejo que a Suíça perdeu esse posto para Brasília, porque aqui nós temos uma biblioteca pública funcionando 24h, onde é o próprio leitor quem anota os dados de identificação para levar o livro para casa e devolve depois.

Anúncios
  1. Que idéia maravilhosa!!!

    Me faz lembrar o versículo bíblico:

    “….der Mensch lebt nicht vom Brot allein, sondern von einem jeglichen Wort, das durch den Mund Gottes kommt…”

    (não conheco a tradução correta, mas se trata do versículo dizendo que o homem não só vive do pão, mas da palavra de Deus também)

    “Comer” palavras (sejam religiosas ou não) é tanto importante quanto comer carne!

    Bom proveito!

    🙂

    Ulrike

  2. Uma cidade onde os habitantes param para a gente atravessar a rua, levam o livro para casa e devolvem depois. Sem falar do lago Paranoá, da Ermida Dom Bosco e do céu mais lindo que existe. Agora, para ser Suíça, falta só o chocolate! 😀

    Beijos da paulista que acha Brasília uma cidade batuta!

  3. O chocolate a gente importa aí de perto, de Campos do Jordão, ou então a Ulrike manda da Suíça, que é lá pertinho da Alemanha. 😀
    Vou pedir a tradução certinha para o Charleston (do http://minhalingua.wordpress.com), que sabe tudo de traduções da Bíblia; ou para o Wagner (do http://diasimdiatambem.wordpress.com), outro exímio conhecedor do tema, que anda sumido.
    Beijão para vocês e obrigado pelos comentários.

  4. Que coisa mais interessante! Realmente em Brasília acontecem coisas diferentes. Morei em Brasília de 1972 à 1985. No início foi um suplício. O mar fazia falta, a família fazia falta, tudo pra mim era falta até o dia em que descobri os amigos, que foram chegando muito rápidamente. Vinham de todos os estados e países. E lá aprendi o que é confiança. Mas esta Biblioteca, aberta, entregue ao povo, é maravilhoso! Talvez seja exatamente por isto que dá certo, por estar entregue. Pela confiança que o Governo deposita no povo.

    Abraços

    Vera Sarres

  5. Ulrike, creio que a tradução seja: “Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mt 4.4)

    Realmente, é algo incomum.

  6. […] A Link Propaganda, agência onde trabalho, está promovendo, com total adesão de seus funcionários, um evento para arrecadação de livros, que serão doados para a Parada Cultural. […]

  7. Muito obrigada Tom!!!

  8. Ulrike Marie Meinhof?

  9. […] brasileiros. A mais recente edição do Jornal Nacional foi encerrada por uma linda notícia: mais uma daquelas iniciativas, postas em prática por um ser elevado, que nos mostram que a humanidade tem […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: