Pablo Vilela

Livreiro Catalão

In Hora da Leitura on 21 de janeiro de 2008 at 10:05 pm

Inauguramos esta categoria do blogue na França e por lá continuaremos. Agora, talvez a mais célebre notícia de jornal que os franceses já leram. Tornou-se conto nas mãos de uma dezena de escritores, entre eles Gustave Flaubert, aos 15 anos de idade.

O crime do livreiro catalão (matéria cuja autoria é atribuída ora a Charles Nodier, ora a Prosper Merimée) é protagonizado por um monge que se fez livreiro após a pilhagem de seu convento. Com a situação, tornou-se um bibliômano tão apaixonado que não conseguia se desfazer dos livros de sua loja. Fazia o possível para seus clientes não os comprarem e, quando não conseguia dissuadi-los, usava o que estivesse a seu alcance para reaver seus livros. Claro que isso não poderia acabar bem. E claro que não vou contar o que acontece. Um trechinho da versão de Flaubert (intitulada Bibliomania), só para deixá-lo com vontade de saber o final da história:

Amava um livro porque era um livro; amava seu cheiro, sua forma, seu título. O que ele amava em um manuscrito era sua data antiga e ilegível, os caracteres góticos bizarros e estranhos, as pesadas douraduras que carregavam seus desenhos; suas páginas cobertas pelo pó, pó cujo perfume, suave e delicado, aspirava com delícia.

Gustave Flaubert

Anúncios
  1. Deve ser uma leitura cativante para aqueles dias frios e chuvosos; eu gosto desses dias porque a imaginação atua com facilidade. Minha lista de presentes vai aumentar…

    Gostei bastante da coleção “Livros sobre livros”, da Casa da Palavra; tem uns títulos que parecem ser muito interessantes, além de ser um assunto que tem me atraído cada vez mais.

  2. Nem preciso dizer que deu vontade de ler né? Por este trecho deu pra sentir que vale a pena comprar o livro, e o preço está melhor ainda.Pablo sobre o post anterior, você conhece algum curso de revisão bom em SP?
    Abraços..Rosi

  3. Essa coleção é mesmo maravilhosa, Laís. Já comprei alguns títulos e gostei de todos (apesar do conteúdo de alguns deles se repetir).
    Se quiserem um título, comprem A paixão pelos livros, que traz diversas frases sobre livros e alguns pequenos textos (entre eles, esse do Flaubert). Na capa, uma foto linda e chocante daquela biblioteca londrina bombardeada na 2ª Guerra.
    O curso da Unil é muito bom, Rosi. Fique atenta à página deles para ver quando se realizará o próximo curso de revisão.

  4. Pablo,

    essa coleção é mesmo uma delícia, preciso comprar os que faltam…
    Lembrei de você quando entrei no site do Les Deux Magots. Eles precisam de um revisor para não cometer heresias como nesta página, coloque o mouse sobre a foto de Borges e leia o texto que aparece! Pensei em escrever para eles, mas meu francês perdeu-se nas brumas da memória!

    Um abraço, Raquel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: