Pablo Vilela

Trem de Palavras

In Preciosidades on 10 de março de 2008 at 10:45 pm

O comentário não foi feito aqui, mas foi a respeito de um tema que aqui discutíamos.

Dê-se a obrigação de aprender, diariamente, o uso de pelo menos uma nova palavra. Enfie a palavra em todos os contatos comunicacionais que você estabelecer ao longo das horas. Toda palavra, se torturada, serve para embarcar em qualquer trem.

Aline Miranda

Anúncios
  1. Pablo,

    mto obrigada pela ajuda.

    Tenho me interessado muito pela Língua Portuguesa, depois que visitei seu blog não consigo ficar um dia sem dar uma olhadinha.

    durante esse mês, meu professor de português insistiu em nos ensinar que a Língua Portuguesa é um verdadeiro para quem escreve,pois as palavras são finitas e o nosso sentimento é infinito.

    Com base em toda a matéria passada tive que fazer uma declaração de amor para Língua Portuguesa, gostaria de me falasse o que achou.

    Eu te amo, Língua Portuguesa

    Te amo, Língua Portuguesa,
    Tu nos acompanhas desde o ventre de nossas mães
    através das palavras.
    Mesmo com dificuldade expressamos com palavras finitas
    nossos sentimentos, quem somos, o que pensamos.
    Palavras que nos fazem construir
    ponte com outras pessoas
    Palavras que nos ensinam
    Palavras que nos aproximam
    E mesmo convivendo contigo a vida toda,
    Sempre há o que aprender
    Pois tu és eterna.

  2. Achei muito bacana a idéia de promover
    o enriquecimento léxico.É interessante
    a mudança que ocorre quando
    passamos a usar uma palavra que não sabíamos
    o significado.Com o passar do tempo,com a sua aplicação,ela se torna íntima,perde a estranheza.
    Somos capazes de dizê-las naturalmente e aos ouvidos “incultos”, podemos ser vistos como pedantes.

  3. Em geral tendemos mais para o empobrecimento léxico, utilizando as mesmas palavras e expressões nos mais diversos contextos: “Que situação!”, “Com certeza”, ou, em redações, o famoso “Atualmente em nossa sociedade”.

    http://tzal.org/fabinca_post-Com+certeza+que+situacao

  4. Uma professora de literatura portuguesa, na faculdade, pedia que, toda semana, anotássemos num caderninho pelo menos cinco palavras novas que encontrássemos em qualquer lugar, sobretudo nos livros lidos para a disciplina. Claro que nem todos faziam os exercícios, alguns faziam ocasionalmente, outros apenas copiavam as palavras dos colegas. Mesmo assim, era impossível que não aprendêssemos nada. Copiando, fazendo com má vontade ou com prazer, saímos da faculdade um pouquinho mais ricos. Fazer disso um hábito dependeria da consciência de cada um; mas uma das coisas de que sempre vou me lembrar é da professora Celeste e de seu caderninho.

  5. Será que nos damos conta quando vemos uma palavra nova?

    Tenho a sensação de que utilizamos muitas palavras sem pensar; as novas aparecem em nossa vida sem bater na porta e se apresentar. Às vezes, entretanto, as conhecidas de bastante tempo pulam na nossa frente e se apresentam com uma roupagem nova.

    Ontem me deparei com “elã” em um texto que eu estava revisando. Palavrinha pouco usada, não?

  6. O Lobato desde a juventude lia dicionários, e seu vocabulário era de uma riqueza ímpar. Depois começou a ler a Enciclopédia Britânica, 15 minutos por dia, todo santo dia.

    Eu confesso que não sou fã de dicionário, gosto de descobrir o significado da palavra pelo contexto, pela origem. Pouco prático, nem sempre seguro, eu concordo, mas uma delícia, podem acreditar.

  7. Mas preciosidades mesmo são os comentários de vocês. Não vou nem me meter, só agradecer e deixar vocês continuarem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: