Pablo Vilela

Estante Invisível

In Dia a Dia do Revisor on 14 de abril de 2008 at 2:22 am

Não é ilusão de ótica. Meus livros estão mesmo empilhados na parede, ao lado de minha cama. Se gostou da idéia, faça uma para você e mostre-nos o resultado.

Na pilha, meus atuais livros de cabeceira. De cima para baixo, o livro de francês em que me inicio na língua; uma pequena raridade da primeira metade do século passado que trata… bem, trata da arte de ler; o terceiro tomo da saga dos Malaussène; o livro emprestado pelo Edu, que segue refém até ele me devolver o que me deve; a obra que me emprestou o flanelinha; e, enfim, a vítima, grande clássico de nossas Letras, que sustentará todo esse conhecimento.

Minha inseparável caneta vermelha, essa não revelo como foi parar ali.

Anúncios
  1. Adoreeeeeeeeeei a idéia! O vídeo explicativo, que está no blogue do Estante Virtual, é ótimo. A propósito, o link que você colocou para o post está quebrado (sabe-se lá o motivo)…

    Ah! Esse seu livro de francês é o mesmo que eu estou ensaiando para comprar há um tempão… Beijo grande!

  2. Pois é, o blogue da Estante está com problemas esses dias. Não dá nem para comentar lá. Já mandei um e-mail para o suporte e eles devem arrumar logo. Vou manter o link como está para não se perder. E estou gostando bastante do livro de francês. Para quem está começando é ótimo.

  3. O link para a Estante Virtual voltou a funcionar. Divirta-se. 😉

  4. ótima dica! o vídeo é divertido e faz parecer fácil. mesmo sem ter lá muito jeito para essas coisas, vou tentar ou pedir alguma ajuda (mais provável). mas já vou escolhendo minha “vítima”. só não consigo decidir entre uma bíblia de metodologia quantitativa e um manual de… MS-DOS. sim, eu sou do tempo do WordStar e do Banner. 🙂

    um abraço e bom final de semana por aí.

  5. Nossa, eu adorava o Banner! Imprimia tudo na minha impressora matricial de formulário contínuo. 😆
    Pois é, não é tão fácil quanto parece no vídeo. É especialmente difícil furar o papel sem pôr fogo na casa. Mas, no fim, dá tudo certo.

  6. Mas como escolher um livro?!!! E ainda dos grandes!

    Só se eu comprar em um sebo um bem ruim e olhe lá… até porque tem que combinar com as leituras que faço.

  7. Foi mais ou menos o que fiz, Fabiana. Não escolhi um livro ruim, escolhi um muito bom, mas que eu já tenho. O coitado estava sozinho, abandonado no canto da estante do sebo. Virou, ele próprio, uma estante.

  8. Uau! Muito legal, Pablo. Agora ninguém vai reclamar de não ter espaço ou dinheiro pra ter uma estante. Super original.

  9. Pois é, Paula, agora vão ter de procurar outra desculpa, se não quiserem ter um livrinho de cabeceira.

  10. olá pablo! blz? foi fácil conseguir um ferro para o apoio dos livros? estou achando que essa é a parte mais complicada. abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: