Pablo Vilela

Perdeu, Playboy

In Cadê o Revisor? on 27 de junho de 2008 at 3:03 pm

Com o advento da internet e o aumento da ousadia das concorrentes, a Playboy perde cada vez mais espaço nas bancas. Na última edição, mostra a clara mudança de tendência, abandonando o público masculino e atacando no ramo dos hortifrutigranjeiros.

Mas não foi só aí que a revista perdeu. Também na edição mais recente, no artigo que homenageia os 60 anos da Porsche, a foto da homenagem mostra uma bela Ferrari vermelha (repare no símbolo amarelo ao lado da roda).

Naquele momento, Steve McQueen, que durante as filmagens de As 24 horas de Le Mans não saíra de perto de seu Porsche azul nº 20, agora tirava uma única foto ao lado de uma qualquer Ferrari vermelha nº 5. Em seu subconsciente, enquanto aguardava o clique, ouvia uma pergunta que morreria sem entender: Cadê o Revisor?

Anúncios
  1. Crodei kd revisro

    (Não sei se você conhece cersibon. E se conhecer é bem capaz de não achar a menor graça.)

    Mas cadê o caro colega no msn? Quero o plural de pau-brasil na minha mesa, ASAP.

    Um abraço, boss.

  2. Nossa! Estou de queixo caído. Feio, muito feio!

  3. Revisão em revista é horrível! Posso defender o revisor? Vai ver:

    1) Ele pediu as fotos e lhe disseram: “Relaxa, as fotos não estão prontas”.

    2) Ele pediu mais definição gráfica nas fotos da prova, e aí o diagramador suuuuper multimídia olhou pra ele com cara de “quem é esse ET?” e disse: Fica frio, isso é só uma prova, no final vai sair tudo beleza, ok?”

  4. Ou, na pior das hipóteses, ele nunca poderia imaginar que alguém poria a foto de uma Ferrari em uma homenagem à Porsche. O revisor está perdoado, desta vez, mas a revista não. E eu adoro revisar revista.

  5. Bom pra você, Pablo. Tico e Teco aqui não conseguem se organizar com o processo de produção da revista. É tudo picadinho, em revista parece que o revisor é invisível e na correria do fechamento (sempre, sempre entra pela noite) a coisa escapa de controle.

  6. É que virar a noite trabalhando não é bem um problema para mim. Gosto mais disso que de acordar cedo. Além do mais, é uma forma agradável de fugir da rotina da publicidade.

  7. “atacando no ramo dos hortifrutigranjeiros” foi ótimo! 🙂

  8. Adorei o post, desde o título até a interrogação. É uma bela prova de que tamanho não é documento.

  9. É verdade, Caceres. Esta é a prova cabal do ditado. 😆

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: