Pablo Vilela

Querer não é Fazer

In Cadê o Revisor? on 31 de agosto de 2008 at 2:06 am

Dia desses, proporcionamo-nos um almoço bucólico em família. Um rancho nas proximidades da cidade, comida deliciosa da roça à beira do lago e ao som dos pássaros. Mensagens de amor à natureza, de consciência ecológica, por todos os lados. Tudo perfeito.

O melhor é que, sem desperdiçar, podia comer o que quizesse. Opa: quisesse. Você também nunca sabe se o verbo se conjuga com s ou z? Simples: se tiver z no radical do infinitivo (fazer, dizer, benzer), é com z; se não tiver (pôr, querer e seus derivados), é com s.

Como eu dizia, quase tudo perfeito. Só faltou uma coisa: Cadê o Revisor?

Anúncios
  1. Posso confessar?
    Nunca tinham me ensinado isso!!!
    Vê se pode, algo tão simples e básico…
    Obrigada pela dica, será muito útil!

    Abraços
    Sweet T
    (http://www.sweetepiphany.wordpress.com)

  2. O revisor estava brincando com o tucano… :p

  3. É, Sweet T, as coisas às vezes são muito mais simples do que parecem, não é?
    Deve ter sido isso mesmo, Cássia. Ele deve ter se desconcentrado. 😛

  4. Oi Pablo!
    Obrigada pela dica! 😀
    Puxa, não aprendi assim na escola. Esse jeito é muito mais fácil! 😉
    Vou usar sua dica sempre que estiver com alguma dúvida! =-D

    Paulinha

    http://paulinha.akkari.zip.net

  5. Vilela, obrigado pela dica.
    Abraços
    Sady

  6. Fico muito feliz por ter ajudado, meninas. 😀

  7. Adorei o título…

    E o duplo sentido do servir?

    Beijocas

  8. Que saudade, viradinho à paulista, saladas, couve e carne deliciosas…
    Também fantásticos são esses truques ou auxiliares de aprendizagem, nunca mais se esquecem!

    Um beijo
    Helena

  9. Olá, Pablo.

    Desculpe por desvirtuar o comentário do assunto tratado no post – e desculpe se esse tema já foi discutido por aqui -, mas eu estou com uma dúvida que nem minhas investidas no Google sanaram.

    O que você me diz sobre o verbo “lincar”? Podemos considerar o aportuguesamento ou devemos optar por um sinônimo?

    Obrigada.
    Julliane Brita

  10. Acredita que eu nem tinha me tocado, Cecilia? 😮
    Isso porque você não viu o frango caipira com tutu de feijão e angu de milho-verde que comi lá, Helena. 😮
    Se o texto trata realmente de um link (um texto sobre informática ou internet, por exemplo), Julliane, o verbo lincar é perfeitamente válido. Já se o sentido é figurado (lincar idéias, situações, pessoas), convém evitar, já que há muitos outros verbos que o substituem com maior riqueza: juntar, unir, ligar, aproximar, comunicar, combinar, misturar e tantos outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: