Pablo Vilela

Sentinela

In Outras Revisões on 5 de setembro de 2008 at 12:35 am

Este foi um achado da Fabinca. O texto completo está aqui. É o interessante relato de um revisor apaixonado desde jovem pela profissão (qualquer semelhança haverá de ser mera coincidência).

Sentinela

Cyro Lacerda

E todos os dias, o revisor, que geralmente é moço e sonhador, deixando, num gesto de suprema renúncia, o aconchego do lar, a palestra com os amigos ou a diversão predileta, nos salões cheios de rumor e de luzes cambiantes, encaminha-se, indiferente às intempéries, para a sede do jornal, onde, na quietude de horas sonolentas, como sentinela avançada no seu posto de sacrifício, se dedica à tarefa anônima e sem glória de compor períodos sem sentido, de retirar pastéis, de melhorar a pontuação deslocada, de colocar corretamente pronomes, na certeza de que, se tudo sair na folha escorreito, sem falhas, os louvores serão para o redator que escreveu mal, à pressa, sem atenção…

Anúncios
  1. Só me veio uma palavra na cabeça, Pablo, querido: solidão. Um beijo.

  2. É, Violetas são azuis…mas as borboletas, aos montes,invadiam São Luís…e o poeminha, havia pouco, estava na minha mente…rendeu um post. As borboletinhas nem azuis eram. (amarelas)
    Abraço.

  3. Não se sinta assim, Marie. 😀
    Ah, certamente eram bonitas do mesmo jeito, Karenina. Bom vê-la por aqui depois de tanto tempo.

  4. Sempre é uma honra ser citada neste blog, mesmo que por texto alheio.

    Abraços,

  5. A honra é nossa de tê-la por aqui. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: