Pablo Vilela

Cadê o Volp?

In Preciosidades on 13 de janeiro de 2009 at 3:29 pm

Só me pergunto como é que a equipe de revisão dos dicionários está se virando sem o Volp.

Olavo Panseri

Anúncios
  1. Li em algum lugar que o Volp vai sair em fevereiro.

  2. É verdade, Jessica. É o que dizem. Especula-se, no entanto, que virá cheio de erros, que serão corrigidos em uma possível segunda edição.

  3. Em março, ouvi mais recentemente. E hoje me disseram que sabe lá Deus…

  4. Até que se esqueçam dos hifens e fique tudo por isso mesmo…

  5. O volp era para ter sai(í)do em fevereiro, mas ja(á) estamos em março.
    Cade(ê) o volp?

  6. Passaram esses anos todos enrolando para estudar o acordo, Valter, agora não sabem o que fazer com ele.

  7. Pablo,
    Socorra-me, por favor!
    Veja as frases:
    “Pedimos perdão a você que não admite um livro rabiscado.”
    “A pintura e o texto vêm do Galeno, que sempre nos brinda com muito bom gosto.”
    Por que na primeira frase tem vírgula e na segunda, não? Ambas foram extraídas do seu blog, na categoria “outras revisões”.

  8. Olá, Pablo!
    Peço desculpas por usar o campo de comentários para esse fim, mas preciso entrar em contato com o senhor por razões acadêmicas e não encontrei um endereço de e-mail no blog.
    Há uma proposta do MEC que pode prejudicar muito a formação de editor, revisor de texto, designer de livro… As informações estão disponíveis neste link: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=13812:consulta-publica-dos-referenciais-nacionais-dos-cursos-de-graduacao&catid=191:sesu&Itemid=994 E há um abaixo-assinado sobre o assunto em: http://www.petitiononline.com/mecedit/petition.html
    Por favor, escreva-me para conversamos melhor.
    Atenciosamente,
    Beatriz
    Aluna de Editoração da ECA-USP
    Diretora administrativa da Com-Arte Jr.

  9. Na primeira frase, Leda, pedimos perdão apenas a quem não admite livro riscado, supondo que há também quem os admita. Por isso a oração adjetiva é restritiva e não leva vírgula. No segundo caso, só há um Galeno, aquele que nos brinda. A oração explica quem é ele e por isso leva vírgula.
    Entrarei em contato, Beatriz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: