Pablo Vilela

Archive for março \31\UTC 2009|Monthly archive page

Língua Morta?

In Dia a Dia do Revisor on 31 de março de 2009 at 3:45 am

Erra quem diz que o latim morreu. Não é só no Vaticano. Português, espanhol, francês não passam de latim (reformado, claro). Até no inglês ele está bem vivo.

Para o revisor é primordial conhecer a origem e a formação da língua. Poucos mantêm a preocupação. Há, porém, quem se empenhe em conservar nossa genealogia.

Se você também é desses, pode atualizar-se. Restam poucas horas.

Anúncios

Nunca Usei o Trema

In Outras Revisões on 29 de março de 2009 at 8:07 pm

Que você não entenda o trema, vá lá. Você não é presidente de Academia. Se fosse, jamais diria que nunca o usou, certo?

Não é o que pensa nosso presidente.

cicero-sandroniNunca usei o trema

Cícero Sandroni

Tem que simplificar, é bom que as pessoas leiam cada vez mais. Pode ser o texto mais complicado, mas vão ler com mais facilidade.

Ano do Revisor

In Dia a Dia do Revisor on 28 de março de 2009 at 1:35 pm

Andam dizendo que os revisores merecem dupla congratulação. Além de hoje ser o Dia do Revisor, 2009 seria o Ano do Revisor.

Se o acordo ortográfico é motivo para comemoração, prefiro considerar que o dinheiro extra é a compensação pelo mal que nos foi imposto.

De todo modo, façamos bom proveito do que nosso ano nos traga. Feliz Dia do Revisor. Feliz Ano do Revisor. Muito trabalho para todos nós.

Meus Hábitos de Leitor

In Dia a Dia do Revisor on 26 de março de 2009 at 12:21 am

Li nas Laranjinhas, que imitaram o Lendo.Org, que copiou dos Livros e Afins. Gostei da brincadeira. Faça também. Quais seus hábitos de leitor?

1. Estaciono longe o suficiente para ler algumas páginas.

2. Meu carro sempre tem livros.

3. Almoço com um livro. Leio entre um prato e outro.

4. Leio tudo o que vejo. E reviso tudo.

5. Caço erros, mas jamais marco correção em livro que eu não esteja revisando.

6. Marco a lápis os trechos de que gosto e que possam gerar um tópico no blogue.

7. Não gosto de ler no computador.

8. Revisando, imprimo para ler no papel.

9. Em casa, normalmente leio na cama.

10. Jamais leria na tela do celular.

11. Prefiro ler deitado ou em pé.

12. Uma de minhas diversões é ler no metrô.

13. Leio na praia e na piscina. Aprendi com minha mãe.

14. Adoro ler nos pufes da Cultura da Paulista.

15. Teria uma espreguiçadeira no trabalho.

16. De avião ou de ônibus, leio viajando.

17. Bucólico é ler à sombra da árvore, ao som dos pássaros, em uma tarde ensolarada.

18. Aprendi a ler antes de entrar na escola.

19. Li muito desde criança.

20. Dormir na biblioteca de meu avô inspirou-me a ler.

21. Matava aula para ler na biblioteca.

22. Lia mais antes de estudar Letras.

23. Lia mais rápido antes de ser revisor.

24. Não leio mais de dez páginas por hora.

25. Paro leituras, mas não pulo páginas.

26. Tenho sempre um livro em andamento.

27. Leio livros sobre livros.

28. Leio a ficha técnica e procuro o revisor.

29. Conto as páginas restantes e calculo o tempo.

30. Escrevi um livro, mas não terminei.

Vivendo Profundamente

In Outras Revisões on 25 de março de 2009 at 1:07 am

É preciso viver com profundidade.

Vivendo profundamente

Ezra Pound

Os homens só podem compreender um livro profundo depois de ter vivido pelo menos uma parte daquilo que ele contém.

O que é Revisão?

In Eis o Revisor on 24 de março de 2009 at 11:21 am

Ela é diferente em cada meio.

A revisão da editora não é igual à do jornal, que é muito distinta da revisão da agência de publicidade, que pouco se assemelha à acadêmica ou à jurídica.

O que é revisão para você?

Do Desjejum à Ceia

In Preciosidades on 22 de março de 2009 at 11:41 pm

Já pensou se ninguém entendesse aramaico há não sei quantos séculos e não tivessem traduzido a Bíblia para o grego? (…) Sem os árabes, que cristão ou pagão ia conhecer Aristóteles ou Platão?

O Ocidente é traduzido do desjejum à ceia.

Denise Bottmann

Cadê o Equador?

In Cadê o Revisor? on 19 de março de 2009 at 6:39 pm

A América é palco de muitas disputas territoriais. As terras por aqui estão sempre trocando de mãos. Você sabia? Nem eu.

O Uruguai aumentou. O Paraguai diminuiu, mas agora são dois. Um deles tem até praia. Mudar de vez em quando faz bem.

Não, ainda não enlouqueci. Tudo isso é verídico. Pode conferir.

E o professor, desesperado, sem entender nada, pergunta aos alunos: Cadê o Equador?

Lançamento do Volp

In Dia a Dia do Revisor on 18 de março de 2009 at 5:20 pm

Foi anunciado ontem na ABL o lançamento do Volp. Ele pretende solucionar os problemas da falta de pesquisas na elaboração do acordo, sobretudo quanto aos hifens.

Quem soube a tempo viu a mensagem ao vivo na página da Academia. É claro que o afetado discurso não está disponível (é pedir demais), apenas uma nota explicativa.

No fim, o que importa é saber que o impresso será publicado amanhã. Quanto ao digital, segue a incógnita.

O Livro e a América

In Outras Revisões on 14 de março de 2009 at 12:25 am

Hoje é Dia Nacional da Poesia. A data foi escolhida em tributo a Castro Alves. Nossa homenagem aos poetas e admiradores da poesia.

O livro e a América

Castro Alves

Por isso na impaciência
Desta sede de saber,
Como as aves do deserto
As almas buscam beber…
Oh! Bendito o que semeia
Livros… livros à mão cheia…
E manda o povo pensar!
O livro caindo n’alma
É germe — que faz a palma,
É chuva — que faz o mar, (…)

Perder-se

In Outras Revisões on 9 de março de 2009 at 1:23 am

Perder-se

Stuart Kelly

Perder-se é a pior coisa que pode acontecer a um livro? Um livro perdido é capaz de propiciar um certo grau de satisfação de desejo. O livro perdido, assim como a pessoa que você nunca ousou tirar para dançar, torna-se infinitamente mais atraente simplesmente porque pode ser perfeito na imaginação.

Saga Acadêmica

In Dia a Dia do Revisor on 8 de março de 2009 at 12:08 am

Era adolescente. Vi-me obrigado a escolher entre Letras e Química. Decisão difícil, você entende. O final é dedutível.

Ilusão: estudar gramática e literatura. No primeiro semestre, percebi que não estudaria gramática. No segundo, que só literatura lusófona. Decepção. Fugi para as línguas, uma dezena delas.

Combati o erro. Descobri a revisão. A perspectiva mudou. Esperança renovada, cheguei ao fim da saga.

Novos hifens

In Dica do Mês on 6 de março de 2009 at 5:53 pm

O hífen mudou. Nossa tão visitada tabela deverá cair em desuso. Para apaziguar os ânimos, temos uma nos moldes do famigerado.

Refere-se ao hífen dos prefixos. Para os compostos, a incógnita é interminável.

Foi a mais sensata mudança do acordo, mas há exceções. Co não tem hífen quando o se repete. Ex, sem, vice e os prefixos acentuados sempre (ou quase) têm. É claro que, quando r e s encontram vogal, ficam duplicados.

O dicionário continua sendo seu melhor amigo.

hifen-nao-2