Pablo Vilela

Desconfiança e Aptidão

In Outras Revisões on 17 de julho de 2009 at 9:15 am

De uma das mais raras obras sobre nosso ofício. Publicada em 1967, em Fortaleza, berço de grandes revisores e da comunidade Revisores, de cinco anos recém-completos.

Desconfiança e Aptidão

Faria Guilherme

Os autores, na quase totalidade, não estão em dia com os princípios ortográficos vigentes (…); se cometeram erros de ordem gramatical ou técnica – por descuido os primeiros, por ignorância os segundos –, difícil e impossivelmente deles se aperceberão, por lhes faltarem a desconfiança e a aptidão de ordem gráfica, qualidades do revisor.

Anúncios
  1. Oh, sim!! O Nietzsche por exemplo, usa parenteses em excesso,rsrrs =). Mas essas escorregadas gramaticais são perdoadas pelo estilo literario, nao??
    O legal é q tem sempre alguem para prestar socorro,rsrs =)Belo trabalho o seu!

  2. Você está certíssima, Iara. Faria Guilherme fala justamente da necessidade de todo texto ser revisado, pois o autor não tem de se preocupar tanto com a escrita correta, mas com o conteúdo de seu texto.

  3. Assino embaixo! Os autores não têm a obrigação de estar em dia com as questões gramaticais. Para as demais coisas, existem os revisores, tandammm! 🙂

  4. Bem, um mínimo eles têm de saber, afinal a gramática é uma das ferramenta de trabalho deles também.

  5. Concordo, Pablo. Caso contrário o trabalho vira um inferno…

  6. Vira mesmo, Leticia. E o resultado final nunca fica perfeito quando já começa ruim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: