Pablo Vilela

Archive for outubro \30\UTC 2009|Monthly archive page

Silêncio

In Outras Revisões on 30 de outubro de 2009 at 9:43 pm

Palavras (e silêncios) retiradas das Palavras e Entrelinhas.

Silêncio

Tristão de Ataíde

O silêncio não é a negação da palavra, como a palavra não é tampouco a negação do silêncio. Há silêncios eloquentes, como palavras vãs.

Manual do Revisor

In Hora da Leitura on 29 de outubro de 2009 at 2:04 am

253628Deve ser a mais consumida obra de revisão. Carrega diversos tópicos interessantes. Lastimável que tenha tantos problemas, acredite, de revisão. O mais grave? Errar o nome do próprio livro na Apresentação.

A leitura é importante, ainda que pela crítica.

Um livro bem revisado dá gosto de ler, mesmo que as páginas estejam amareladas, manchadas, mesmo que a ortografia já tenha mudado umas duas ou três vezes desde que o livro foi impresso.

Luiz Roberto Malta

Recomendação

In Outras Revisões on 27 de outubro de 2009 at 1:00 pm

Não só o jornalista. Você que vive do texto tem obrigação de dominar seu principal instrumento de trabalho: a língua.

Recomendação

William Bonner

Lembre-se de votar nas enquetes e de avaliar os artigos.

Revisor Escravo

In Dia a Dia do Revisor on 26 de outubro de 2009 at 11:03 pm

Revisor tem o dever de acertar, mas revisor erra. Várias razões levam ao erro.

Erro descoberto. O que fazer? O impulso imediato é não cobrar. Esqueça. Serviço feito, serviço pago.

Desculpe-se, refaça, tente melhorar. O cliente pode dispensá-lo. Haverá outros.

Tão logo você doa o primeiro trabalho errado, seu cliente torna-se um exímio caçador de erros. Terá, assim, um revisor escravo a seu dispor.

Falta de Tempo

In Outras Revisões on 23 de outubro de 2009 at 1:57 am

nicol_collard_by_adoratasrdenkova-d4mez0tDo jogo de videogame Broken Sword (de Charles Cecil), uma aventura inspirada na história dos templários. A fotógrafa que protagoniza a cena lamenta o excesso de trabalho.

Falta de Tempo

Nicole Collard

Não tenho oportunidade de ler nem metade dos livros que possuo. Não sei por que os continuo comprando.

A B C D E F G H I K

In Cadê o Revisor? on 22 de outubro de 2009 at 5:46 pm

Eu disse que o pior estaria por vir.

Capa VOLP finalA capa do livro é a parte mais aparente. Errar ali é vexatório.

O alfabeto mudou. Fez-se a confusão. O Rodrigo DnQ percebeu. A Academia, não.

Os confusos imortais seguem perguntando: Cadê o Revisor?

Noite na Biblioteca

In Dia a Dia do Revisor on 21 de outubro de 2009 at 6:11 pm

O que fazer em uma agradável noite de primavera?

225-retrato-2Nas redondezas de Lisboa, uma biblioteca levou a criançada para ouvir histórias, ler e dormir no meio dos livros. A atividade continuou no dia seguinte, com café da manhã e mais livros.

Você pode fazer o mesmo na biblioteca mais próxima, ou mesmo na sua casa.

Amor à Língua Portuguesa

In Preciosidades on 19 de outubro de 2009 at 10:44 pm

Nós revisores temos uma verdadeira admiração e respeito à língua portuguesa, nossa pátria. (…) É amor à língua portuguesa. Um amor sem limites e sem fronteiras.

Fernanda Fenili

Novo Corretor Ortográfico

In Dia a Dia do Revisor on 14 de outubro de 2009 at 11:02 pm

Quase um ano se passou. Você já pensava que ele não mais viria. Mas chegou. A desenvolvedora chama-o revisor de texto. Continua sendo um mero verificador ortográfico. De acordo, agora, com a nova norma.

Novo Corretor Word

A atualização está na página oficial. Os pacotes de serviços precisam estar em dia. Na dúvida, consulte um especialista.

Fragata

In Outras Revisões on 11 de outubro de 2009 at 2:14 am

Fragata

Emily Dickinson

ola_libro_by_anettaNão há melhor fragata que um livro
Para nos levar a terras distantes
Nem timoneiro como uma página
De pura poesia.

Fora da Ordem

In Dica do Mês on 9 de outubro de 2009 at 7:32 pm

EtceteraEm português, a ordem alfabética ignora espaços e diacríticos em geral. Pedaço vem antes de pé de burro.

O Volp esqueceu-se do pormenor. Você perguntaria Cadê o Revisor, mas o caso grave virá em breve.

Revisora Bailarina

In Eis o Revisor on 5 de outubro de 2009 at 12:51 am

On_Top_of_It_by_icedancerstephPublicitária de formação, Cássia dedica-se hoje à revisão, ao copidesque, ao ballet clássico e a seus blogues, primando pelo cuidado e afeto em todas as atividades que desempenha.

Que gênero de texto você revisa com maior frequência?

Livros, basicamente. Em especial acadêmicos, técnicos e de ficção. Também reviso material publicitário, mas com menor frequência.

E isso é uma escolha ou uma eventualidade?

Escolha. Quando decidi trabalhar em revisão de textos, minha preferência era pelos livros. Mas, até pela minha formação, comecei na área publicitária. Fui indicada para um trabalho freelance em uma agência, depois trabalhei durante um ano em outra e pedi demissão, porque realmente queria trabalhar de outra maneira. Revisei um livro, depois me indicaram para revisar outro e assim foi.

Caso precise revisar outro gênero, há alguma dificuldade ou impedimento?

Não, nenhum. Tenho experiência nas áreas publicitária e acadêmica, porque também já revisei trabalhos de conclusão de curso e afins. Sei que cada gênero tem a sua especificidade.

Você teve alguma dificuldade para implantar as novas regras no seu trabalho? Que melhorias elas trouxeram?

De maneira geral, o acordo não trouxe melhoria alguma. Hoje as pessoas confundem muito mais, não é raro encontrar textos com as novas regras misturadas às antigas. Além disso, há um grande volume de trabalho apenas para adequar os livros já lançados. A dificuldade que tive para implementá-lo na minha rotina aconteceu no começo: algumas editoras já queriam os livros segundo o novo acordo, outras preferiram esperar os primeiros meses. Assim, eu tinha de “ligar e desligar o botão do acordo ortográfico”, dependendo do trabalho.

E isso chega a causar algum transtorno?

Hoje, é apenas mais um item na minha rotina de trabalho. As novas regras já deixaram de ser novas para mim.

E nas horas vagas, o que você gosta de fazer?

Eu faço aulas de ballet clássico, assisto a várias séries de televisão, mantenho dois blogues, leio e também saio de vez em quando.

Então, mesmo depois de horas lendo a trabalho, você ainda lê para relaxar?

Leio, mas bem menos do que eu gostaria, justamente para descansar um pouco. É difícil ler muito depois de revisar tanto.

E você consegue ler um romance sem procurar erros?

Não, impossível. Mas eu sou solidária ao revisor. Quando encontro um erro, eu penso: “poderia ter sido eu”.

Então você acha que o revisor pode errar?

Não, não pode, mas erra. É humanamente impossível que um revisor passe pela profissão sem ter deixado escapar um erro sequer. E será justamente ele que nos atormentará: podemos deixar um livro de 500 páginas impecável, mas nos lembraremos daquele erro.

E como você lida com esses eventuais erros?

No início da carreira, eu me sentia a pior das revisoras. Pensei em desistir da profissão, porque não queria lidar com essa frustração. Hoje, eu me sinto mal por pouco tempo, mas também não me justifico. Errei? Assumo a responsabilidade e paciência.

A dança me ajudou muito nisso. O ballet clássico é a dança da perfeição. A revisão é a profissão da perfeição. Antes eu levava a revisora para o ballet: ficava frustradíssima quando os passos não saíam da melhor maneira. Até que eu entendi que a beleza de uma coreografia está no todo, e não diminui com um passo em falso. Aprendi a levar a bailarina para a revisão: se eu errei, um único erro não comprometerá a grandeza do texto.

Por último, quando pensa em crescimento profissional, o que lhe vem à mente?

Eu penso em reconhecimento da profissão traduzido em aumento dos valores pagos. Na área editorial, trabalha-se muito, paga-se pouco e isso acaba refletindo na qualidade do trabalho. Quero, de verdade, trabalhar com um prazo adequado, ganhando um valor justo, sem que eu tenha de fazer malabarismos para ganhar bem.

Novo Livro na Praça

In Outras Revisões on 3 de outubro de 2009 at 11:56 pm

Se você já publicou, é possível que tenha sofrido com isto.

Novo livro na praça

Demétrio Sena

Tarefa ingrata a de vender livros. Porque livros não enchem panças. Não são fritos, não passam por churrasqueiras nem têm cobertura de chocolate. Da mesma forma, não levam marcas (…) que o mercado consagrou, conseguindo massificá-las.

Turista

In Dia a Dia do Revisor on 2 de outubro de 2009 at 11:26 pm

De férias na praia, Magda responde ao cadastro de turista. Nome, endereço, telefone, CPF, RG. Profissão?

Revisora.

Passado o minuto de absoluto assombro, o recepcionista pergunta: revisora?

Sim, revisora.

Mas você não parece ter força para trocar pneu.