Pablo Vilela

Àcesso

In Cadê o Revisor? on 16 de novembro de 2009 at 11:49 am

Nosso amigo Faber fiscalizava a obra quando percebeu a ausência do acento grave no acesso à BR-040 (a mesma da feia música).

Mais que depressa, solicitou a emenda. Saiu muito pior que o soneto.

Acesso

Ele não se aguentou. Bateu a foto e perguntou: Cadê o Revisor?

Anúncios
  1. Pois eu sempre achei que a crase deveria ser extensiva a outras palavras começadas com “a”, além de “aquele/a”. Como em “Vamos perguntar àlguém o caminho”. Não seria bom?
    🙂

  2. Não é má ideia, Anna, mas é melhor deixar o acesso sem acento mesmo.

  3. Olá Pablo, como vai? Gostaria de solicitar seu contato para verificar a possibilidade de contar com seu trabalho de revisão!
    Você poderia escrever para o meu e-mail?
    Obrigada!

  4. Claro. No que eu puder ser útil…

  5. Pablo, seu post me fez lembrar de um trabalho que fiz com meus alunos de EM em que eles precisavam observar melhor, pelo caminho que faziam, como as palavras estavam sendo grafadas ou como nossa língua estava sendo usada. Foi muito interessante. Eles descobriram ocorrências desse tipo e muitas outras. Foi interessante e divertido. É uma pena que não registrei como deveria.

    Gostei, revisor!
    Beijo!

  6. Tenho o hábito de observar esses fenômenos. Às vezes me incomodo, normalmente dou risada. Quando a câmera está a postos, eles vêm para cá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: