Pablo Vilela

Crime Hediondo

In Dia a Dia do Revisor on 13 de dezembro de 2009 at 7:21 pm

Não é, mas deveria. Em pleno século 21, ainda há quem pratique esse tipo de barbárie.

A incivilidade de uma escola pública que queima livros compara-se ao que acabo de presenciar: montes de lixo cobrem o maior espaço de lazer da cidade.

Fico pensando se os incendiários queimam seus próprios pertences e se os lambões sujam o chão de suas casas.

Anúncios
  1. […] depois, qual meu espanto ao presenciar as ruas tomadas pelo lixo, após o dia de […]

  2. Não faz tanto drama, beibe. Você foi quem ficou de mal.

    Outro dia mesmo eu disse pro Perotto mandar um beijo pra ti e pro Caco. Sinto falta de papear contigo. Beijos.

  3. é de doer o coração :/

  4. Ah, Pablo! Por aí já vemos que há terror e há terrores… O terror que eu conto não é comparável a esses terrores que são feitos por esse mundo, todos os dias, sem trégua… É ou não?

    E falando em “terror que eu conto”, no ano passado me vali de “O Gato Preto”, do mestre Poe. Poe e seus bichos negros! Fantástico e perfeito!

    beijo!

  5. Vou cobrar dele, Carol. 😀
    Difícil eleger qual me dói mais, Pelvini.
    Ele é um gênio à parte, Andréa. Esses cheios de sangue eu abomino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: