Pablo Vilela

Archive for março \31\UTC 2010|Monthly archive page

Sem Preconceito Linguístico

In Dia a Dia do Revisor on 31 de março de 2010 at 11:41 pm

Eu erro. Erro e admito. Sou redundante, pleonástico. Cometo barbarismo, tabuísmo, neologismo, plebeísmo, solecismo. Engulo o esse do plural.

Falo errado, consciente e sem vergonha. Sem preconceito. Sem medo de confessar que erro. Sem inventar disfarce para a palavra erro.

Anúncios

Sabedoria do Erro

In Outras Revisões on 28 de março de 2010 at 10:30 pm

Feliz Dia do Revisor a você que usa seus dotes a favor dos sábios que têm consciência de que erram.

Sabedoria do erro

Jonathan Swift

Um homem nunca deveria ter vergonha de confessar que errou, pois na verdade é como dizer, por outras palavras, que hoje ele é mais sábio do que foi ontem.

Futuro da Língua Portuguesa

In Dia a Dia do Revisor on 25 de março de 2010 at 5:51 pm

Acontece no Ministério das Relações Exteriores a Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, que tem debate, exposição, música e cinema.

Como o nome do evento já ocupa quase todo o artigo, você terá de conferir por conta própria suas várias atrações culturais, que começam hoje.

Ao Pé da Pena

In Outras Revisões on 24 de março de 2010 at 9:53 am

Presenteou-nos a Luciana com a poesia.

Ao pé da pena

Paulo Leminski

todo sujo de tinta
o escriba volta pra casa
cabeça cheia de frases alheias
frases feitas
letras feias
linhas lindas
a pele queima
as palavras esquecidas
formas formigas
todas as palavras da tribo

por elas
trocou a vida
dias luzes madrugadas
hoje
quando volta pra casa
página em branco e em brasa
asa lá se vai
dá de cara com nada
com tudo dentro

sai

Acontece em Goiás

In Dia a Dia do Revisor on 23 de março de 2010 at 1:46 am

E possivelmente acontece em muitos outros lugares. Uma montanha de livros amanheceu no lixão.

A polícia interveio. A punição há de ser exemplar. Cadeia é o mínimo que merece o responsável pela barbárie.

Manunteção

In Cadê o Revisor? on 18 de março de 2010 at 11:12 pm

O erro está onde menos se espera. Às vezes, na mesa ao lado.

A visão periférica incomodava-se. O olho passara dezenas de vezes por aquele envelope. Nunca se sentira confortável. Quando parou, ali estava.

O telefone toca. Do outro lado da linha, o departamento administrativo pergunta preocupado: Cadê o Revisor?

Soneto à Língua Portuguesa

In Outras Revisões on 14 de março de 2010 at 11:54 pm

Pelo Dia da Poesia, boa data para celebrar nossa língua.

Soneto à língua portuguesa

Waldin de Lima

Havia luz pela amplidão suspensa
no azul do céu, vergéis e coqueirais…
e o Lácio, com fulgores divinais,
abrigava de uma virgem a presença…

Era um castelo de ouro, amor e crença,
que igual não houve, nem haverá jamais…
Onde os poetas encontraram ideais
na poesia nova, n’alegria imensa…

A virgem era a Língua Portuguesa,
a mais formosa e divinal princesa,
vivendo nos vergéis de suave aroma!

Donzela meiga que, deixando o Lácio,
abandona os umbrais do seu palácio,
para ser de um povo o glorioso idioma!…

João-Bobo

In Dia a Dia do Revisor on 13 de março de 2010 at 1:49 am

Toca o despertador, que silencia ignorado. A saída é atrasada; a chave, esquecida. A obra interrompe o caminho, vinte quilômetros de desvio.

O trabalho que tomou a semana volta reescrito. O almoço será em casa, a carteira ficou sobre a cama.

O cheque do último trabalho está sem fundos pela segunda vez. Do outro cliente, sustado. Do terceiro não veio, pois falta um dado na nota, que será refeita.

Em casa, a energia acaba, e volta, e acaba, e volta. O computador resiste em funcionar.

Toca o despertador, que silencia ignorado.

Inacretidável

In Preciosidades on 12 de março de 2010 at 10:29 pm

Sobre o erro na capa de Paulo Coehlo.

Inacretidável.

Djegovsky

Online

In Dica do Mês on 11 de março de 2010 at 8:02 pm

Você importa a palavra. Na língua original, ela não tem hífen. Na sua língua, por que haveria de ter?

Um dia o hífen esteve lá. Existiu em copirraite, em copidesque. Deixou de haver em online e deixará de constar do email.

E uma equivocada Academia insiste em mantê-lo em seu manual.

Esquiva

In Dia a Dia do Revisor on 7 de março de 2010 at 12:33 am

Só quem revisa para o varejo conhece a correria para entregar catálogos e anúncios de preços. A pressão é grande. O risco de erro e prejuízo é constante.

Revisei recentemente uma ideia singela, mas profícua (a despeito da possível nulidade jurídica do ato). O anunciante reservava-se o direito de cometer falhas gráficas.

Tipos e Grafias

In Outras Revisões on 6 de março de 2010 at 1:10 am

Ela parece uma arte complexa e detalhada. É ainda mais.

Tipos e grafias

Isabella Perrotta

Tipografia não é apenas a transposição fria de uma informação, mas um meio de expressão. Tipografia não é só o desenho da forma das letras, mas também da sua organização no espaço. Fazer tipografia não é só desenvolver uma nova fonte, mas é também  fazer bom uso das fontes existentes.