Pablo Vilela

Fios Brancos

In Dia a Dia do Revisor on 30 de maio de 2013 at 11:45 pm

Era um jovem revisor. A ausência de fios brancos na longa cabeleira denunciava sua idade. A excelente formação e as grandes referências que trazia no currículo credenciavam-no a atender aquele novo cliente a quem o fiel amigo o indicara.

O trabalho, mais uma vez, fora cumprido no prazo determinado, com a qualidade com que seus clientes mais antigos já haviam se acostumado. O próprio novo cliente, presidente de uma grande estatal, já o confessara por telefone. A revisão estava impecável, por isso gostaria de conhecê-lo pessoalmente. Apenas uma formalidade, para que se cumprimentassem, concretizassem o justo pagamento e prometessem futuras parcerias.

Chega o momento do encontro. Ele está tranquilo, acostumado a lidar com todo tipo de clientela. Nem se preocupa com vestimentas especiais para a ocasião.

Ao encará-lo, jovem demais para o que deveria ser um sorumbático revisor, o cliente cumprimentou-o secamente e realizou o pagamento, pensando – como supôs mais tarde o revisor – que teria sido enganado por aquele garoto sem um fio de cabelo branco. Foi a última oportunidade em que se viram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: